Porque as empresas quebram – O problema do lucro

Já parou para pensar por que as empresas quebram? Sabe quais são os motivos que fazem isso acontecer? Na verdade, existem ao todo 11 razões que fazem com que uma empresa quebre e que, portanto, precisam ser evitadas. Uma das principais, com toda a certeza, são os problemas financeiros.

Afinal de contas, um negócio que não possui rentabilidade suficiente não é capaz de se manter em pé durante muito tempo, infelizmente. Mesmo vendendo bem e aumentando a quantidade de clientes, muitas empresas simplesmente não conseguem ter lucro. Mas, por que será que isso acontece? Será que é falta de esforço?

Quer entender mais sobre como proteger o seu negócio do problema financeiro? Então é só assistir ao vídeo a seguir e prestar bastante atenção!

 Vídeo: PORQUE AS EMPRESAS QUEBRAM – O PROBLEMA DO LUCRO

Entenda porque as empresas quebram

Como já mencionado antes e mostrado no vídeo, existem 11 motivos principais que fazem com que uma empresa quebre. No entanto, iremos falar de apenas um, que é o déficit financeiro. Sua empresa já passou por algum problema desse tipo? Como foi a sua experiência? De que forma você, como empresário, conseguiu superar isso?

Ao contrário do que muitos pensam, é comum que as empresas enfrentem problemas relacionados à lucratividade e a rentabilidade, por exemplo. Talvez você já tenha sofrido na sua empresa algum problema de rentabilidade ou talvez não possua ainda a rentabilidade que gostaria.

Mas, como assim? É simples de entender: muitos negócios até têm alguma rentabilidade, no entanto, ela não é suficiente para realmente cobrir todos os custos e ainda gerar lucro. Eu mesmo já enfrentei problemas relacionados a esse assunto no passado e até quase quebrei por conta disso.

E é exatamente por isso que hoje falo com muita certeza a respeito da importância de ficar longe de qualquer tipo de problema financeiro.

Fragilidade financeira

De qualquer forma, independentemente se a sua empresa já enfrentou esse tipo de problema ou não, é importante ter em mente que a baixa rentabilidade e/ou o prejuízo é uma fragilidade financeira muito grave, a qual precisa ser resolvida o quanto antes.

E sabe por quê? Porque se demorar a resolver, tudo pode virar uma bola de neve e passar por cima da sua empresa. Em outras palavras, sua empresa vai quebrar. Caso não saiba, existem quatro razões que fazem com que o seu negócio tenha prejuízos, ou seja, que não atinja uma rentabilidade ideal para manter o fluxo de caixa.

Entenda melhor quais são essas razões logo a seguir.

1. Negociar com uma empresa maior

A primeira delas é quando você, como uma pequena ou média empresa, tem dificuldade em negociar com um cliente (outra empresa) que é muito maior do que você. Isso acontece porque essa empresa tem um poder de barganha maior e é capaz de fazer uma determinada proposta que, caso você não aceite, para ele não terá nenhum problema, uma vez que existem outras empresas que prestam o mesmo serviço, por exemplo.

E você, na ânsia de fechar com aquele cliente e não perdê-lo, acaba aceitando as condições que ele colocou na mesa e fecha o contrato por um valor insuficiente. Essa é uma razão muito comum, responsável por quebrar pequenas empresas que negociam com empresas maiores.

2. Ter um concorrente maior

Já a segunda razão, ainda falando em negociar com uma empresa maior, é que muitas vezes você se depara com um concorrente que é bem maior do que você. E isso acaba fazendo com que o seu negócio precise se destacar de alguma forma para conseguir vender o produto ou serviço.

O certo, nesses casos, seria usar a sua especialização como principal arma. Ou seja, a sua capacidade de atender melhor do que a grande empresa, porque você conhece aquilo como ninguém e também tem mais velocidade e outras vantagens.

Mas, muitas vezes você cede à pressão do concorrente maior e termina só conseguindo ganhar a concorrência por conta do preço. Algo que é bastante errado!

3. Ter baixa produtividade

Uma terceira razão é que as pequenas empresas normalmente não têm uma produtividade muito boa dentro do negócio. Dessa forma, a baixa produtividade faz com que a empresa precise de um esforço muito grande para entregar pouco e por isso não dá para ter rentabilidade com o projeto.

4. Não saber calcular a rentabilidade e a lucratividade

A quarta e última razão da baixa rentabilidade é não saber como calcular muito bem as questões relacionadas à lucratividade e a rentabilidade.

Tem uma ciência financeira por trás disso, não que seja algo muito complexo, mas é normal que um pequeno ou médio empresário não consiga entender muito bem esse assunto e, com isso, acabe fazendo os cálculos da forma errada. Assim, ele só descobre depois que teve vários prejuízos por conta disso.

Dessa forma, as fragilidades financeiras, da venda, do cliente, do colaborador e do gestor podem realmente causar um impacto negativo no seu negócio. Entretanto, no total existem 11 fragilidades que derrubam sua empresa. Para corrigir todas elas e fazer sua empresa crescer rápido, inscreva-se para uma Mentoria Gratuita no link: http://as11fragilidades.com.br/mentoria/.

Para ficar sempre por dentro de assuntos como esse e evitar ao máximo que sua empresa quebre um dia ou enfrente algum grande problema, inscreva-se em meu canal no YouTube por meio do link: http://bit.ly/CanalOthederaldo.

Porque as pequenas empresas quebram – 5 motivos (Urgente)

,

Você sabe dizer por que as empresas quebram? Principalmente as pequenas e as médias? Infelizmente isso acontece com grande frequência. As fragilidades financeiras, da venda, do cliente, do colaborador e do gestor podem trazer um impacto realmente grande.

Ou seja, existem cinco motivos principais que justificam porque as pequenas empresas quebram. Sendo assim, será que saber como ter solidez financeira, como atender bem o cliente, como contratar um funcionário e como gerenciar a empresa pode fazer a diferença?

É exatamente isso que você vai acompanhar de forma detalhada no vídeo a seguir. Portanto, esteja bem atento, certo?

VÍDEO: PORQUE AS EMPRESAS QUEBRAM – 5 MOTIVOS

Porque as empresas quebram

Como mostrado ao longo do vídeo, os cinco fatores que fazem com que pequenas e médias empresas quebrem, não atuam sozinhos, muito pelo contrário! É claro que somente um deles, isoladamente, já é capaz de quebrar o seu negócio. No entanto, a partir do momento em que eles atuam em conjunto, esse potencial fica ainda maior.

Mas, como assim? É simples: se você já não tem dinheiro e ainda por cima não consegue vender, a dificuldade aumenta muito e o estrago vai ser muito maior do que se apenas um desses fatores agisse sozinho. Ficou mais claro agora?

Para saber mais sobre cada uma dessas dificuldades que podem fazer com que sua empresa quebre, continue acompanhando este artigo.

Dificuldade financeira

Uma das primeiras dificuldades que fazem uma pequena ou média empresa quebrar é a dificuldade financeira, ou seja, o risco financeiro. Isso porque um pequeno empresário, na maioria das vezes, abre um negócio não porque tinha dinheiro sobrando, mas sim porque teve uma grande ideia e quis explorá-la com o objetivo de ganhar dinheiro.

Esse foi o seu caso ou não? Pode ser que você tenha começado uma empresa porque estava com poucos recursos ou quem sabe até perdeu a antiga empresa e hoje conta com o novo negócio para conseguir sobreviver. No entanto, qual é o problema disso?

Infelizmente, o problema está no fato de que ao abrir uma empresa dessa forma é difícil de fazer os investimentos necessários para que o negócio cresça de forma saudável. Em outras palavras, fica mais complicado saber como ter solidez financeira.

Dificuldade do empresário em vender

A segunda dificuldade que faz uma pequena empresa quebrar pode complicar ainda mais a primeira. Sabe qual é ela? É a dificuldade do empresário em vender. Normalmente, um pequeno empresário possui um perfil mais técnico e, dessa forma, ele não aplica muitos esforços para vender os produtos e serviços.

Isso acontece porque o empresário acredita que se o produto for muito bom, os clientes vão bater na porta dele espontaneamente. Mas, atenção, isso raramente acontece! Você, como pequeno empresário, precisa sim saber como vender, mesmo que essa não seja a sua função na empresa, certo?

Dificuldade no atendimento ao cliente

Por sua vez, a terceira dificuldade está relacionada ao atendimento ao cliente, já que em grande parte das vezes um pequeno empresário conta com um processo mais informal no atendimento ao cliente. Ou seja, é compreensivo, simpático, gentil, cria uma proximidade com o cliente, entre outras coisas.

É claro que isso tudo é importante, no entanto não é o suficiente. Você precisa ter processos mais estruturados, mais profissionais de atendimento ao cliente. Não pode apenas contar com essa informalidade. Afinal, se você vende e não atende bem, qual cliente que vai voltar a comprar seus produtos? É preciso saber como atender bem o cliente!

Dificuldade na contratação de colaboradores

Já a quarta dificuldade tem relação com a contratação dos seus colaboradores. Lidar com a gestão dos funcionários não é nada fácil, pode ter certeza disso. Tenha em mente que é necessário saber como contratar um bom funcionário, selecionar com cuidado e depois de tudo, treinar, reciclar e manter os colaboradores na sua empresa.

E essa é outra dificuldade enorme que uma pequena empresa tem. Se você não contrata colaboradores, como é que você vai entregar os serviços e os produtos que você vendeu? Como vai atender seus clientes?

Dificuldade na administração do negócio

Por fim, a quinta e última dificuldade que faz uma pequena empresa quebrar está relacionada com administração do negócio. Como já mencionado anteriormente, é comum que o perfil de um pequeno empresário seja mais técnico e, portanto, ele não tem uma vivência com a área de administração de empresas.

Quando a empresa é pequena é até possível ir levando, mas e quando ela cresce? A partir do momento em que ela começa a crescer mais, a coisa complica e muitas vezes você acaba perdendo o controle da situação e não consegue administrar o negócio, o qual termina realmente quebrando. A administração é vital.

Dessa forma, as fragilidades financeira, da venda, do cliente, do colaborador e do gestor podem realmente causar um impacto negativo no seu negócio. Entretanto, no total existem 11 fragilidades que derrubam sua empresa. Para corrigir todas elas e fazer sua empresa crescer rápido, inscreva-se para uma Mentoria Gratuita no link: http://as11fragilidades.com.br/mentoria/

Além disso, para ver mais dicas de como fazer a empresa crescer, inscreva-se agora mesmo em meu canal no YouTube por meio do link: http://bit.ly/CanalOthederaldo.