Como Criar Indicadores de Desempenho (Prático)

Você consegue calcular o desempenho da sua empresa para saber se ela está indo bem ou mal? Se eu perguntasse diretamente se a sua empresa está progredindo ou crescendo você conseguiria comprovar a sua resposta por meio de números? Definitivamente quem deseja entender como fazer a empresa crescer precisa saber que só é possível fazer isso por meio de indicadores de desempenho.

Você pode até me dizer o real crescimento da empresa de acordo com a sua experiência e feeling, entretanto os indicadores de desempenho são os instrumentos mais confiáveis para de fato medir se a sua empresa está ou não crescendo com solidez financeira. Existem, basicamente, 7 indicadores de desempenho realmente eficientes que você pode utilizar.

Se você ficou interessado em saber mais sobre esses indicadores de desempenho para conseguir mensurar o crescimento da empresa, acompanhe este artigo até o final e assista ao vídeo. 

ASSISTA AO VÍDEO: “Como Criar Indicadores de Desempenho (Prático)”

O que são indicadores de desempenho?

Os indicadores de desempenho são instrumentos muito poderosos que ajudam na administração de uma empresa. Se você ainda não os utiliza no seu negócio, existe grande chance de estar ativando a fragilidade do gestor na sua empresa – isso porque a administração do seu negócio provavelmente é mais baseada em intuição e também na sua experiência enquanto gestor. 

Não existe nada de errado nisso. Entretanto, é muito importante que você também meça o desempenho da sua empresa através de números palpáveis e indicadores concretos, que são os indicadores de desempenho.

Os indicadores de desempenho são regulados tanto por percentuais, quanto por números absolutos. Por exemplo, se você vai medir um indicador de vendas da sua empresa para saber se elas estão crescendo ou não, você calcula esse número por percentual. Desta forma, você pode dizer “Minhas vendas estão crescendo 20% a cada mês” ou você pode calcular isso por número absoluto, por exemplo, “Eu vendia R$1 milhão e agora estou vendendo R$1,2 milhão”.

Existem essas duas maneiras para medir os indicadores de desempenho. Nesse sentido, os indicadores de desempenho normalmente passam pela sua área comercial, pelo financeiro, pelas vendas, pelos clientes, também pelo produto que você vende ou serviço que oferece, além dos seus colaboradores. Enfim, por diversas áreas da empresa.

7 indicadores universais que se aplicam a qualquer empresa

Existem 7 indicadores de desempenho que eu considero universais, pois eles se aplicam a empresas de qualquer natureza. Anote, portanto, cada um deles porque certamente eles servirão para medir o crescimento da sua empresa.

  • 1. Indicador de vendas

O primeiro indicador é o de vendas. Que é aquele que indica se as vendas na sua empresa estão aumentando ou não. Você pode medir esses dados por percentual, conforme citado, ou por números absolutos.

O importante é que você estabeleça como indicador de desempenho para as vendas algo acima de 5%, se puder estabelecer um percentual maior que esse, melhor ainda. 

Desta forma, você vai calcular mês a mês e ano a ano, o quanto as vendas do negócio estão crescendo sob o ponto de vista de quantidade, de valor de vendas, de faturamento ou de percentual. 

  • 2. Indicador de lucratividade

Esse indicador é aquele que ampara o indicador de vendas. Isso porque não adianta você crescer e ter margem baixa de lucratividade. 

Portanto, você precisa ter um indicador que vai medir se a margem de lucratividade da empresa está crescendo ou não. Se ela está sendo mantida no mesmo patamar ou se ela está diminuindo.

É claro que esse indicativo deve ser feito de acordo com o seu negócio, já que os percentuais mudam de empresa para empresa. Entretanto, é fundamental que você meça isso, independente do modo. Isso porque não adianta apenas determinar a quantidade de vendas, ou seja, o quanto o seu faturamento aumentou, é essencial também calcular o quanto a empresa lucrou realmente.

  • 3. Indicador de produtos e serviços

Nesse caso em específico, normalmente você vai medir esses dados por meio de números absolutos. Nesse sentido, você vai analisar a quantidade de reclamações, por exemplo, que você tem recebido dos seus clientes – novamente isso pode ser feito mês a mês –, a quantidade de produtos que tem sido entregue com defeito, produtos ou serviços entregues em atraso, expectativas que você não está atendendo em relação ao seu cliente. 

Nesse ponto, o objetivo é medir todos os aspectos que têm relação com o produto e serviço oferecido pela empresa ao cliente.

  • 4. Indicador de quantidade de cancelamento de contratos

Nesse sentido, é importante analisar a quantidade de cancelamento de contratos que você está tendo no ano ou, de outro ponto de vista, a não renovação de contratos. 

Imagine que você tem um contrato com um cliente que renova todos os anos, e este ano, em específico, aquele cliente simplesmente decidiu não renovar o contrato com a sua empresa.  Mas, para entender de fato o que aconteceu, você precisa medir esse indicador de desempenho. 

Esse indicador é extremamente poderoso porque ele vai direto ao ponto. Ele é efetivo, ou seja, mostra para o cliente a relação custo-benefício entre o que você cobra dele e o que você presta.

  • 5. Indicador relacionado à capacitação dos funcionários e do gestor

Esse indicador mede a capacitação dos seus colaboradores e também a sua própria capacitação enquanto empresário, uma vez que você deve ter o mínimo de conhecimento sobre gestão empresarial para conseguir tocar o seu negócio.

Nesse sentido, você deve medir a quantidade de horas que investe em si e em seus colaboradores em relação a treinamentos e capacitação, seja em uma sala de aula, em aulas online, leituras, grupos de estudos que vocês desenvolvem, enfim.

O essencial é medir a quantidade de horas que estão sendo investidas por mês e por ano na capacitação dos seus colaboradores. Um número interessante que você pode calcular é o mínimo de 40 a 80 horas por ano. Ou seja, cada colaborador seu deve ter em média 40 horas em que eles além de trabalharem, também estudem e se aperfeiçoem.

Uma dica nesse sentido é estar sempre de olho no Portal Sebrae, pois lá sempre existem cursos online disponíveis, além de diversos conteúdos relacionados a gestão e administração de empresas para empreendedores entenderem como gerenciar uma empresa e também para colaboradores que desejam melhorar sua performance na empresa e no mercado de trabalho de um modo geral. 

Por isso, se você deseja entender como fazer a sua empresa crescer rápido e com solidez financeira, precisa sempre buscar capacitação para si e para seus colabores.

  • 6. Indicador de índice de rotatividade

Este indicador está diretamente relacionado ao item anterior. Quer dizer, é preciso calcular o índice de rotatividade dos seus funcionários, ou seja, o quanto as pessoas que você contrata estão indo embora. Isto é, qual é o grau de rotatividade da empresa? Os funcionários permanecem por um longo período trabalhando na empresa ou entram e saem com frequência?

Esse indicador é muito importante para apontar se as condições da sua empresa não são favoráveis para reter os talentos ou se o seu processo de seleção não está sendo suficientemente bom para contratar. 

  • 7. Indicador que mede as melhorias da sua empresa

O sétimo e último indicador muito importante é aquele que vai medir a quantidade de inovações e melhorias que você, empresário, está fazendo na sua empresa. Seja em relação aos aperfeiçoamentos e correções que você faz nos seus produtos ou serviços, mas também em relação às melhorias e aperfeiçoamentos que você faz nos processos internos da sua empresa, como atendimento, suporte ao cliente, pós-venda, entre outros.

No processo de administração de empresas, é extremamente importante que o gestor invista em melhorias não só nos produtos ou serviços, mas também nos processos da empresa, de modo a oferecer melhores experiências e bem-estar ao cliente e também aos colaboradores.

Portanto, esses são os 7 indicadores de desempenho que se encaixam a qualquer empresa. É claro que você pode buscar outros indicadores que mais se adaptam ao que você precisa realmente para analisar se o crescimento da empresa está sendo satisfatório ou não.

Dessa forma, a fragilidade do gestor pode realmente causar um impacto negativo no seu negócio. Entretanto, no total existem 11 fragilidades que derrubam sua empresa. 

Para corrigir todas elas e entender como fazer a empresa crescer, inscreva-se para uma Mentoria Gratuita no link: http://as11fragilidades.com.br/mentoria/ para que depois de conhecer a sua empresa eu possa oferecer a mentoria máster. 

Para ter acesso aos demais vídeos dessa série de como fazer o negócio crescer e conferir dicas de como administrar uma empresa, inscreva-se em meu canal no YouTube por meio do link http://bit.ly/CanalOthederaldo.