Como avaliar os riscos da empresa – a probabilidade e o impacto do risco

,

Fazer o gerenciamento de riscos na empresa é uma de suas maiores preocupações? Mas será que você sabe realmente como avaliar esses riscos? Aliás, não só os riscos da empresa, mas também os seus como empresário!

Se ainda tem dúvidas sobre o assunto, saiba que essa informação é fundamental para o crescimento do seu negócio. Sendo assim, confira neste vídeo como saber avaliar o risco da empresa e, além disso, qual a importância de entender sobre o impacto do risco:

COMO AVALIAR OS RISCOS DA EMPRESA.

Probabilidade do risco

E agora, já sabe como é que você avalia os riscos da sua empresa? Será que você costuma olhar apenas para a probabilidade do risco a acaba deixando outras variáveis de lado? É claro que entender a probabilidade do risco é importante, mesmo que ela seja muito baixa.

Afinal, essa questão já pode te ajudar e muito, como empresário, a ficar atento àquilo que tem chances, mesmo que mínimas, de trazer algo negativo para o seu negócio.

Entretanto, você não deve olhar e analisar apenas a probabilidade do risco. Existe também outro item muito importante que todos os empresários devem analisar. Sabe qual? O impacto do risco!

Impacto do risco

Mas afinal, o que é o impacto do risco? Por que ele é tão importante assim? Em primeiro lugar, o impacto do risco é toda consequência que um determinado risco tem, mesmo com uma probabilidade baixa, de deixar impactos negativos no seu negócio.

Quer exemplos de que impactos são esses? Pode ser um dano financeiro, um impacto negativo na imagem da sua empresa, entre muitas outras coisas. Dessa forma, se o impacto do risco for alto, você precisa levá-lo em consideração, mesmo que a probabilidade desse risco realmente acontecer seja baixíssima.

Como saber o risco da empresa

O grande problema é que nós, como empresários, fazemos exatamente o contrário. Ou seja, quando a probabilidade do risco é baixa de acontecer, normalmente deixamos para depois, não priorizamos esse risco. Você pode estar se perguntando como eu sei que isso acontece, acertei?

É simples! Como dou mentoria para vários empresários, uma das coisas mais comuns que vejo quando eu sento com eles para identificar os riscos da empresa é que eles querem deixar determinado risco de lado, se o mesmo possui uma probabilidade baixa de acontecer. Em outras palavras, querem adiar a conversa relacionada a um risco que é mais difícil de acontecer.

Entretanto, você sabe qual o problema de fazer isso? Imagina o quão perigoso pode ser para a sua empresa se um risco de alto impacto acontecer? Se você não estiver preparado, ele pode causar sérios problemas para o seu negócio.

Entenda isso melhor por meio de dois exemplos:

1. Cliente muito bom

Imagine que você tem um cliente muito bom, que ele representa mais de 50% da sua receita, do seu faturamento total. Dessa forma, eu lhe pergunto: qual é a probabilidade desse seu cliente ir embora, desistir da sua empresa, cancelar o contrato com você?

Você até pode responder: essa probabilidade é muito baixa, porque esse cliente já está comigo há muitos anos, ele está muito satisfeito com o serviço, eu visito ele periodicamente, além do mais, ele usa um serviço da minha empresa que é essencial para o negócio dele.  Eu também cobro um preço que compete muito bem com o da concorrência, quer dizer, não tem motivo nenhum para ele ir embora.

Bom, isso pode até ser verdade, mas e se ele for embora da sua empresa? E se ele cancelar o contrato? Qual é o impacto que isso trará para você? Com certeza esse impacto será muito grande, uma vez que ele representa mais da metade do faturamento. Ou seja, praticamente a empresa gira em torno desse cliente.

E o cliente pode sair mesmo que ele esteja muito satisfeito com a sua empresa. De repente ele próprio entrou em uma crise financeira e não consegue mais manter o contrato com você.

2. Você fazendo tudo na empresa

O segundo exemplo fala diretamente de você, como empresário. Imagine o seguinte: em uma pequena ou média empresa, normalmente, nós empresários, fazemos quase tudo. Nós vendemos, atendemos o cliente, produzimos o serviço, cuidamos do financeiro, do administrativo, selecionamos os funcionários, fazemos de tudo.

E a pergunta é: se você por algum motivo se ausentar da sua empresa, tiver um problema pessoal, um problema de saúde, o que vai acontecer? Quais prejuízos você vai ter? Talvez você até pare de faturar, pare de gerar receita, porque se você é responsável pela maior parte das atividades da sua empresa e se ausenta, como é que ela vai sobreviver sem você?

Você pode dizer: mas eu sou muito novo, tenho 40 e poucos anos, cuido da minha saúde, durmo bem, como bem, faço exercícios físicos, isso não vai acontecer comigo. Porém, mesmo que a probabilidade seja baixa, se acontecer, o dano para a sua empresa pode ser muito grande.

Percebeu nesses dois exemplos como fica mais claro de entender que, mesmo que a probabilidade do risco seja baixa de acontecer, o dano para a sua empresa pode ser muito grande, podendo até mesmo inviabilizar o seu negócio? É por isso que você realmente precisa avaliar tanto a probabilidade quanto o impacto dos ricos da empresa!

Sendo assim, para saber como fazer a empresa crescer é fundamental que você tenha em mente a importância de fazer a gestão de riscos da melhor maneira. Além disso, é preciso também evitar as 11 fragilidades que derrubam sua empresa. Mas, quais são elas e como entender de que forma evitá-las? Basta acessar meu livro pelo link http://livro.as11fragilidades.com.br/ e ver tudo isso de forma detalhada.

Se você gostou dessas dicas sobre como saber avaliar o risco da empresa e quer saber mais sobre assuntos capazes de ajudar o seu negócio a crescer de forma saudável, então se inscreva em meu canal no YouTube e faça parte da melhor audiência de empresários do Brasil. Basta acessar este link: https://www.youtube.com/channel/UCt42WaM9p78BBzW-Fb6StKQ.

Como Melhorar a Gestão Financeira da Empresa – Opere Com 2 Bancos

,

Você, como empresário, está sempre pensando em como reduzir o risco financeiro da empresa? Com certeza essa é uma das suas maiores preocupações, não é mesmo? Mas, então, o que você faz para evitar o risco financeiro? Já pensou que a quantidade de bancos que sua empresa trabalha pode influenciar diretamente nisso?

Portanto, já vou adiantar que a minha dica é que você, no mínimo, trabalhe com dois bancos, assim como exemplifico no vídeo abaixo:

Vídeo COMO MELHORAR A GESTÃO FINANCEIRA DA EMPRESA – OPERE COM 2 BANCOS

Por que é importante evitar a fragilidade financeira?

A fragilidade financeira é apenas uma das 11 fragilidades que derrubam sua empresa, mas, assim como qualquer outra, ela também deve ser evitada para que o seu negócio cresça de maneira sustentável.

Como exemplifico no vídeo, na minha empresa eu trabalho com dois bancos! E você sabe o motivo? Faço isso justamente para poder negociar sempre com os dois, ou seja, quando preciso de algo, principalmente de crédito, sempre fecho com aquele que está com a menor taxa.

Mas, e se minha empresa trabalhasse com apenas um? É claro que o risco financeiro seria muito maior. Com dois bancos você consegue economizar nas taxas e, consequentemente, garantir a saúde financeira do seu negócio! Por isso é tão importante saber como reduzir o risco financeiro da empresa.

Como reduzir o risco financeiro da empresa

É válido mencionar que a recomendação para trabalhar com dois bancos a fim de melhorar o fluxo de caixa e reduzir o risco financeiro é para as médias e grandes empresas. Caso você tenha, por exemplo, um pequeno negócio com apenas um ou dois funcionários, há exceções. Nesse caso, é possível trabalhar somente com um banco. Mas, isso realmente se restringe a esses casos.

Portanto, se você tiver uma média ou grande empresa, a dica de operar com dois bancos continua. Afinal, nada pior do que ficar sem dinheiro na empresa, certo?

Você já imaginou que se a sua empresa contar com apenas um banco você pode ficar na mão quando mais precisar? Simplesmente não dá para ficar sem pagar as contas, certo? Uma empresa precisa de dinheiro! Sendo assim, veja a seguir os principais motivos para sua empresa trabalhar com dois bancos, e nunca com um só.

Negociar melhores taxas

O primeiro motivo para trabalhar com dois bancos é que, conforme já abordado anteriormente, você consegue negociar melhores taxas com ambos. Como um empresário, você com certeza deve saber que os bancos, atualmente, cobram taxa para quase todos os serviços.

E, como você vai precisar negociar empréstimos e financiamentos com o banco, já que ficar sem dinheiro na empresa é impossível, é fundamental ter mais de uma opção para escolher. Dessa forma, dependendo do pacote que você tem contratado com um determinado banco, vai pagar mais ou menos tarifas.

A partir do momento em que sua empresa possui mais capacidade de negociação, ela ganha mais força. Portanto, sempre tenha no mínimo dois bancos para conseguir analisar qual é o melhor para cada situação.

Não deixar o dinheiro em apenas um lugar

Outra razão para que sua empresa trabalhe com dois bancos, ao invés de um, faz parte daquela velha lição que você já deve ter ouvido dos seus pais ou dos seus avós: não coloque todos os ovos em uma única cesta. Mas, como assim? O que isso quer dizer?

Isso quer dizer que você não deve colocar todo o seu dinheiro em um só lugar, em um só banco, tanto como pessoa jurídica quanto como pessoa física. Não importa! É sempre melhor distribuir esse dinheiro em mais de um banco.

Hoje, quando se fala no mercado bancário tudo está mais calmo, é claro. No entanto, no passado, diversos empresários tiveram problemas ao contar com um banco só. Afinal, quando o banco quebra e fecha não é possível lançar mão do dinheiro no momento desejado.

Não ficar sem dinheiro na empresa

Por fim, o terceiro e último motivo para trabalhar com dois bancos é reduzir o risco de ficar na mão de uma hora para outra.

Ou seja, quando você tem só um banco negociando, ele pode por uma razão qualquer lhe descredenciar ou resolver aumentar as taxas.  Ou surge uma despesa inesperada que você não esperava, um imposto novo ou alguém lhe colocou na justiça e você vai precisar de um empréstimo para pagar o problema que aconteceu. E, se você tiver um banco só, naquele momento, ele pode fechar as portas e você não terá a quem recorrer quando se fala em dinheiro.

Então, vai ter que pedir emprestado de amigo, parente, que eu sei que você não quer isso de forma nenhuma. Nesse sentido, trabalhar com dois bancos reduz o risco de você ficar na mão de uma hora para a outra.

Isso já aconteceu comigo, em uma determinada situação eu precisei de um recurso, mas eu não tinha atualizado meu cadastro e o banco não tinha me avisado de nada e quando eu precisei do dinheiro eu não tinha. Por sorte eu tinha outro banco para lançar mão.

Portanto, é fundamental saber como reduzir o risco financeiro da empresa a fim de sempre garantir um bom fluxo de caixa! Quer saber sobre outras fragilidades que podem afetar e derrubar a sua empresa? Então CONFIRA NO MEU LIVRO as 11 Fragilidades que Derrubam Sua Empresa tudo de forma detalhada.

Para estar sempre por dentro de dicas de como reduzir as fragilidades e o risco financeiro da sua empresa, INSCREVA-SE NO MEU CANAL DO YOUTUBE e faça parte da melhor audiência de empresários do Brasil.

Como Atender a Demanda do Mercado

Você sabe como gerenciar a empresa? Como deve equilibrar, por exemplo, a oferta e demanda? Será que sua empresa precisa atender todas as demandas do mercado ou não?

Confira neste vídeo “Como atender a demanda do mercado- O segredo da gestão” 📝 ⚖ 🗃

Mesmo que as perguntas possam parecer óbvias para você, saiba que a resposta pode enganar. Como empresário, sei que a primeira resposta que vem à cabeça é sim, a empresa precisa atender toda a demanda do mercado. Afinal, é a forma como ela ganhará dinheiro. Acertei o que você está pensando?

Entretanto, é exatamente o contrário que acontece. Sua empresa precisa ter uma capacidade de atendimento menor do que a demanda do mercado. Isso por causa de três razões diferentes, as quais explico melhor ao longo do vídeo (02:40).

Na maioria das vezes, saber como gerenciar a empresa pode não ser algo tão simples.

Mas, então, como fazer a gestão de empresas? Como fazer a empresa crescer da melhor maneira? É simples! Basta saber como atender a demanda do mercado e o segredo da gestão. Ou seja, tudo o que eu lhe falo ao longo do vídeo. Você, como empresário, realmente precisa saber a melhor forma de equilibrar a oferta e demanda.

Também escrevi um livro que fala sobre as 11 fragilidades que derrubam sua empresa, hoje falamos apenas de uma delas, a fragilidade do gestor, mas existem outras 10 muito perigosas.

Se você tiver interesse em se aprofundar no assunto, recomendo que adquira o meu livro por meio do link: http://livro.as11fragilidades.com.br/.

Para estar sempre por dentro de dicas que vão lhe ajudar a corrigir as fragilidades da sua empresa e, consequentemente, aumentar as vendas, é só se inscrever em meu canal do YouTube.

Basta clicar no link a seguir e acompanhar todos os vídeos para que sua empresa volte a crescer de verdade e sem parar: https://www.youtube.com/channel/UCt42WaM9p78BBzW-Fb6StKQ.

othederaldojr #11fragilidades #gestãoderiscos #vendas #fazeraempresacrescer #gestãodeempresas #ofertaxdemanda

Como atender a demanda do mercado – O segredo da gestão

,

Qual a melhor forma de fazer a gestão de empresas? A organização deve ser capaz de atender a demanda do mercado ou não? Mesmo que você, como empresário, possa pensar que sim, é válido ressaltar que a resposta é exatamente o contrário.

Ficou confuso? Então veja este vídeo no qual explico melhor porque sua empresa, tendo uma capacidade de atendimento menor do que a demanda do mercado, é capaz de ganhar dinheiro e aumentar a lucratividade:

Vídeo COMO ATENDER A DEMANDA DO MERCADO – O SEGREDO DA GESTÃO.

A fragilidade do gestor

Dessa forma, assim como falo no vídeo, o segredo da gestão é não tentar atender completamente todas as demandas do mercado. Apesar de ser óbvio pensar que para ganhar dinheiro é necessário atender todos os clientes que estão querendo comprar seus produtos ou serviços, você precisa entender que não é viável para sua empresa atender todas as demandas.

Mas como assim? Atender todas as demandas não quer dizer que a empresa está fazendo mais vendas e sendo mais produtiva? Nem sempre! Quer um exemplo para conseguir entender melhor essa questão? Então pense o que é melhor: quando um restaurante tem uma fila de pessoas na porta ou quando está vazio e os funcionários estão sem fazer nada? 

Acredito que a primeira opção, certo? É claro que aqui não quero dizer que você tem algum tipo de deficiência em sua empresa por ter uma fila em sua porta. Não estou falando aqui, por exemplo, das filas das companhias aéreas ou dos serviços públicos, que apesar de terem melhorado nos últimos tempos, ainda são muito ruins.

Não estou dizendo que a sua empresa tem que ter baixa produtividade. As pessoas estão lá na fila do restaurante não é porque o serviço é lento e a equipe demora para fazer as coisas. Não. É porque o serviço é tão bom, ou seja, a comida é tão boa, que as pessoas estão dispostas a fazer uma fila na frente para esperar. Então, é exatamente o contrário.

Sendo assim, saber como gerenciar a empresa é fundamental para evitar a fragilidade do gestor. Entretanto, qual a melhor forma de fazer isso? Continue lendo e saiba mais.

Como gerenciar a empresa

Muitas vezes, saber como fazer a empresa crescer pode não ser uma tarefa fácil. Você, como empresário, com certeza sabe disso, não é mesmo?

Tenho certeza que você ainda está se perguntando: mas, por que é melhor não atender todas as demandas do mercado? Por que não atender todas as pessoas da fila do restaurante pode ser algo positivo? Tudo isso está relacionado ao fato de saber equilibrar da forma certa a oferta e demanda.

É nesse momento em que entra uma habilidade grande que é a habilidade de gestão da empresa, ou seja, de equilibrar muito bem esses pedidos que vêm do mercado e a capacidade de atendimento da sua empresa.

É como um elástico, tem que ter uma tensão entre ambas as pontas que precisa ser uma tensão boa para o seu negócio, não uma tensão muito grande. Essa habilidade que você tem que ter de equilibrar demanda e a sua capacidade de entrega é que vai fazer você ganhar mais ou menos dinheiro e vai fazer a sua empresa avançar cada vez mais.

Dessa forma, há três razões que explicam o motivo pelo qual é melhor para a sua empresa ter uma capacidade menor do que a demanda que vem do mercado. Veja abaixo cada uma delas detalhadamente.

Escolher seus clientes

A primeira razão é que você consegue escolher seus clientes. Ou seja, se você tem um excesso de clientes batendo em sua porta, é possível se dar o luxo de escolher aqueles que são melhores para você e que vão lhe dar mais lucro.

Pressão externa

A segunda razão é que quando uma demanda vem de um mercado muito grande, você sofre uma pressão externa que lhe faz andar para frente. Quando você tem muitos clientes assim, acaba aumentando a produtividade e a eficiência operacional da empresa, tudo isso para que consiga responder ao máximo essa demanda.

Evitar excessos

E, por fim, a terceira razão é para você evitar ter excessos, porque a pior coisa é você ver pessoas de braços cruzados. Vamos voltar ao exemplo do restaurante. Quando você entra em um local e vê os funcionários parados, olhando um para o outro, conversando, qual é o sentimento que você tem? É um sentimento de preocupação.

Então, é melhor você ter seus colaboradores trabalhando e ocupados o tempo todo, porque a demanda que vem do mercado é maior do que aquela que você consegue atender.

Quer melhorar sempre a sua gestão de empresas? Então não deixe de saber que existem 11 fragilidades que derrubam sua empresa. Ter em mente quais são cada uma delas é fundamental para gerenciar o seu negócio da melhor forma. Mas, como saber mais sobre elas? É simples! ACESSE MEU LIVRO.

Para receber mais dicas de como fazer a empresa crescer e qual a melhor forma de equilibrar a oferta e demanda, INSCREVA-SE AGORA NO MEU CANAL DO YOUTUBE e comece a fazer parte da melhor audiência de empresários do Brasil. h

Porque Uma Mentoria Ajuda a Empresa a Crescer Rápido

,

Como fazer uma empresa crescer? Você já parou para pensar nesse assunto quantas vezes? Aposto que muitas! É por isso nesse vídeo você vai conferir porque uma mentoria é importante.

Será que ela tem alguma relação com o crescimento da empresa, por exemplo? 📊 💡💸

É claro que a mentoria é capaz de ajudar e muito a sua empresa a crescer e vender mais. Na verdade, existem 3 principais razões pelas quais a mentoria vai fazer com que a sua empresa cresça de forma saudável (01:20). E digo isso por experiência própria, afinal eu sou mentor e também recebo mentoria de algumas pessoas.

Mas, por que a ajuda de um mentor é tão importante? Uma das principais respostas é porque a mentoria ajuda a empresa a crescer rápido. Para isso, o mentor analisa todas as estratégias utilizadas em sua empresa e, dessa forma, o ajuda a decidir o melhor, a fim de fazer a empresa crescer cada vez mais de forma sustentável.

É provável que você ainda esteja pensando: será que realmente está na hora de contar com a ajuda de um mentor? Estou com tanta atividade na minha empresa, será que uma mentoria agora não vai mais atrapalhar do que ajudar? É claro que não! A mentoria é importante para sua empresa a todo o momento.

Sendo assim, além de entender a importância da mentoria, você precisa também saber quais são as 11 Fragilidades que Derrubam Sua Empresa e que a impedem de crescer. Caso queira se aprofundar mais nesse assunto, ACESSE O MEU LIVRO INÉDITO.

Alguma vez você já contratou uma mentoria? Ou está contratando uma agora? Em quais pontos isso lhe ajudou ou está ajudando? Ajudou, por exemplo, nas vendas? Lembre-se que depois de assistir o vídeo “Porque uma mentoria ajuda a empresa a crescer rápido – 3 razões”, você não pode deixar mais de contar com essa estratégia em sua organização!

Para estar sempre por dentro de assuntos como esse e saber como proteger o seu negócio, INSCREVA-SE NO MEU CANAL DO YOUTUBE.

othederaldojr #11fragilidades #gestãoderiscos #vendas #fazeraempresacrescer #mentoria

Porque uma Mentoria Ajuda a Empresa a Crescer Rápido – 3 Razões

, , ,

Alguma vez você já contou com uma mentoria em sua empresa? Se sim, com certeza sabe porque uma mentoria ajuda a empresa a crescer, certo? Mas, caso contrário, o que você está esperando? A ajuda de um mentor em algum momento pode ser essencial para o seu negócio em diversos pontos.   

É claro que primeiro você precisa realmente entender qual a importância da mentoria e como ela, por exemplo, pode ajudar sua empresa a vender mais e, consequentemente, atingir bons resultados. No vídeo abaixo você pode conferir esse assunto mais detalhadamente.

https://youtu.be/3_Dz3xNv_zM

Como fazer a empresa crescer

A mentoria bem feita, assim como mencionei diversas vezes no vídeo, pode ajudar e muito sua empresa a crescer de forma sustentável. No entanto, você pode estar se perguntando como tenho tanta certeza disso, certo? É simples: eu tanto dou mentoria para empresários como também recebo mentorias importantes para o meu negócio.

Ou seja, falo que essa é uma estratégia importante por experiência própria. E, de fato, uma mentoria ajuda bastante a empresa a crescer. Mas, em que sentido? Será que no seu caso ela vai realmente ajudar? Será que está na hora de fazer isso na sua empresa? Essas são dúvidas que muitos empresários têm na hora de saber se contratam ou não uma mentoria.

Mas, pode ficar tranquilo! Isso já aconteceu comigo também e é normal. E é exatamente por isso que estou aqui para ajudá-lo a entender melhor essa questão. O primeiro passo a ser dado é entender porque uma mentoria é importante!

Porque uma mentoria é importante

Em primeiro lugar, você sabe o que faz uma mentoria? Um mentor é responsável por rever as estratégias utilizadas em sua empresa e, com isso, ajudá-lo a enxergar algumas questões que talvez você não estava conseguindo ver sozinho. Dessa forma, ele o orienta a tomar as melhores decisões e é assim que começa o processo de crescimento da empresa.

É por isso que eu não tenho dúvidas de que você pode avançar bastante com seu negócio por meio da ajuda de um mentor. Você pode, por exemplo, aumentar as vendas graças a algum detalhe visto pela pessoa que está te ajudando.

Uma empresa pode crescer e muito por causa da mentoria e há três explicações para isso: primeiro porque você vai contar com uma pessoa mais experiente, a segunda é que você vai começar a enxergar os problemas da empresa e, por último, você vai passar a acreditar mais em você mesmo depois da mentoria.

A seguir você verá cada uma dessas razões de forma detalhada!

Contar com uma pessoa mais experiente

A primeira delas é que você conta, na mentoria, com uma pessoa mais experiente. Lembre-se de que essa experiência não é em tudo que envolve sua empresa. Afinal, você mesmo já é um empresário bastante experiente, certo?

Essa pessoa terá mais experiência naquele assunto específico para o qual você está selecionando-a. Por exemplo, você percebe que vender está sendo um dos maiores problemas da sua empresa e decide contar com a ajuda de um mentor para resolver essa questão.

Começar a enxergar os problemas da empresa

O segundo motivo, também muito importante, é que o mentor de uma forma ou de outra vai lhe fazer enxergar problemas e fragilidades que sua empresa tem, os quais você não conseguia ver antes. E não pense que era um erro seu, isso é normal.  Eu também não teria conseguido enxergar se não tivesse a ajuda desses mentores.

E por que você não consegue enxergar? Primeiro, porque você já está muito acostumado a fazer determinadas atividades. Você faz aquilo todo dia e faz de uma forma tão automática que não consegue mais perceber que pode estar fazendo da forma errada.

O segundo motivo é que nós, como seres humanos, temos uma dificuldade muito grande de falar das nossas fragilidades e das nossas fraquezas. Às vezes, a fragilidade está na nossa frente e não conseguimos enxergá-la.

E o mentor terá essa capacidade, visto que ele verá tudo de fora, trazendo a experiência dele. Ele vai lhe dizer onde é que tem pontos na sua empresa que você precisa resolver para que ela volte a crescer.

Acreditar mais em você mesmo

Por fim, a terceira razão para você ter um mentor é que ele vai lhe ajudar não apenas nas questões técnicas, mas também nas suas crenças, ajudar no seu mindset, ou seja, naquilo que você precisa mudar na sua cabeça para que acredite que você é capaz de realizar determinadas atividades.

Muitas vezes nós, como empresários, falhamos não porque não sabemos fazer as coisas do ponto de vista técnico, mas porque acreditamos que não somos capazes. E o mentor precisa ter a habilidade para trabalhar no seu mindset, a fim de desenvolver crenças positivas para que você consiga realmente avançar.

Agora que você já sabe porque uma mentoria ajuda a empresa a crescer, não se esqueça de que existem também 11 Fragilidades que Derrubam Sua Empresa e que, portanto, você deve saber como evitá-las. Para isso, ACESSE MEU LIVRO INÉDITO.

Como já falei anteriormente, eu dou mentoria para empresários e também recebo de algumas pessoas para ajudar o meu negócio a crescer com solidez. Sendo assim, para ter acesso a vídeos sobre esse e outros temas, INSCREVA-SE NO MEU CANAL DO YOUTUBE.

3 Consequências de Uma Decisão Difícil na Empresa – Como Decidir

Qual o risco de tomar decisões erradas na sua empresa? Você já parou para pensar nesse assunto? ✍📝✔ 💡

Veja neste vídeo as 3 Consequências de Uma Decisão Difícil na Empresa e saiba como decidir bem!

Será que você consegue dizer qual foi a decisão mais difícil que tomou em sua empresa nos últimos meses? Leve em consideração até 10 ou 12 meses atrás. Se a resposta for negativa, então quer dizer que você pode estar adiando decisões difíceis e focando apenas nas mais fáceis do dia a dia.  

Uma decisão difícil possui 3 características importantes, as quais são abordadas ao longo do vídeo (01:02). Portanto, para uma decisão que você tomou ter sido difícil, ela precisa envolver essas 3 características ou, no mínimo, duas delas.

Não é necessário tomar uma grande quantidade de decisões difíceis em um curto período de tempo. Afinal, o risco de tomar decisões erradas também pode acabar prejudicando seu negócio. Antes de qualquer coisa, é preciso realmente entender aquilo que você está prestes a decidir.

Mas, qual a importância de saber como decidir a longo prazo? É simples! Decisões a longo prazo, ou seja, geralmente as mais difíceis, determinam o crescimento e o sucesso da sua empresa. Por isso, entender as 3 Consequências de Uma Decisão Difícil na Empresa é fundamental para empresários como nós.

A fragilidade da decisão faz parte das 11 Fragilidades Que Derrubam sua Empresa e que precisam ser evitadas. No meu livro você terá acesso a cada uma delas de forma mais detalhada. Acesse pelo link: http://livro.as11fragilidades.com.br/.

Ficou interessado pelo conteúdo e gostaria de ter acesso a mais vídeos assim? Diretos e objetivos? Inscreva-se em meu canal do YouTube acessando o link https://www.youtube.com/channel/UCt42WaM9p78BBzW-Fb6StKQ e saiba cada vez mais como tomar boas decisões dentro da sua empresa!

#decidir #comodecidirbem #comotomarboasdecisoes #comodecidiralongoprazo

3 Consequências de Uma Decisão Difícil na Empresa – Como Decidir?

Qual foi a decisão mais difícil que você tomou na sua empresa nos últimos meses? Não se lembra? Então será que você está deixando essas decisões mais complicadas de lado? Saber como tomar boas decisões é fundamental para o crescimento da empresa, por isso é preciso sair da zona de conforto!

Uma decisão difícil possui 3 características principais, como exemplifico melhor neste vídeo:

VÍDEO: 3 CONSEQUÊNCIAS DE UMA DECISÃO DIFÍCIL

Agora, já consegue dizer realmente se tomou uma decisão difícil em sua empresa nos últimos 10 ou 12 meses pelo menos? Leia este artigo e veja como descobrir que decisão foi essa e quais consequências ela trouxe para o seu negócio.

A fragilidade da decisão

Evitar as 11 Fragilidades Que Derrubam Sua Empresa é algo muito importante para qualquer tipo de negócio. No entanto, é preciso dar uma atenção especial à fragilidade da decisão, uma vez que é comum que nós, empresários, a deixemos passar despercebida em alguns momentos.

Esta fragilidade não diz respeito a qualquer decisão que você está tomando na sua empresa. É algo mais complexo. Ela está relacionada, principalmente, às decisões difíceis, ou seja, aquelas que podem afetar o andamento da sua empresa como um todo. Não é uma simples decisão do dia a dia que você já está acostumado, é algo mais desafiador.

Sendo assim, entender como decidir a longo prazo é uma das peças-chave para o sucesso do seu negócio! Mas, como saber se as decisões que você está tomando são difíceis? É simples! Assim como no exemplo que dei no vídeo, uma decisão difícil precisa:

·       Causar um grande impacto dentro da sua empresa – seja ele negativo ou positivo;
·       Ser arriscada, ou seja, de alto risco;
·       Ter uma potência para transformar a vida da empresa, seja para melhor ou para pior.

Se nenhuma das decisões que você tomou em sua empresa ao longo dos últimos meses possuir essas 3 características ou pelo menos 2 delas, quer dizer você que está adiando decisões dessa natureza.

Um exemplo de decisão difícil é quando você decide qual é o produto principal em que você vai colocar todas as suas fichas, ou seja, o produto que vai ajudar a aumentar as vendas e, consequentemente, garantir a sobrevivência da sua empresa.

Outro exemplo é decidir sobre qual tecnologia você vai usar na sua empresa para modernizar ela por completo e melhorar o processo de vendas. Essas decisões não são fáceis, não é mesmo? Além disso, podem gerar consequências. Mas, quais são elas?

Consequências de uma decisão difícil

Tomar decisões mais simples não torna a vida do empresário mais fácil. Afinal, além de nem sempre as decisões simples serem as mais fáceis, estas não costumam ser as grandes responsáveis pelo crescimento de um empreendimento. É preciso ir além da zona de conforto e decidir o que realmente interessa.

Por isso, lhe pergunto: Você sabe quais são as principais consequências de uma decisão difícil? Se você erra, terá um problema grande na empresa. Entretanto, se você acerta em decisões como essas, irá sair na frente da concorrência e talvez ninguém lhe segure mais.

Logo, são essas decisões que devem ser o foco do seu negócio na maior parte do tempo. Não abra mão de ter decisões como essas na sua empresa, com uma periodicidade de no mínimo 10 ou 12 meses. É por isso que é tão importante saber como decidir bem!

Como tomar boas decisões?

Está em dúvida de quantas decisões difíceis você precisa tomar? Pois fique sabendo que não é necessário tomar uma grande quantidade de decisões dessa natureza, o que importa é saber como decidir a longo prazo. Afinal, essas decisões são importantes para a sua empresa e você deve estar focado nelas!

Pare um pouco e faça uma lista das decisões que você tomou nesses últimos meses e verifique se nessa lista existem decisões dessa magnitude. Se tiver, parabéns! Você está no caminho certo! Se não, pare, pense e veja que decisão com essas três características você deveria tomar para que sua empresa realmente dê um salto no mercado.

O risco de tomar decisões erradas

Portanto, como você observou, o risco de tomar decisões erradas pode impedir a sua empresa de crescer e de se destacar do restante dos concorrentes. Por outro lado, se você sabe como tomar boas decisões, sua empresa com certeza sairá em primeiro lugar, atingindo o sucesso.

Para saber como evitar o risco de tomar decisões erradas é importante que você conheça detalhadamente as 11 Fragilidades que Derrubam Sua Empresa. Ao conhecer cada uma delas, você será capaz de evitar esse risco ao máximo, melhorando os resultados do seu negócio. Através do meu livro você tem acesso a esse conteúdo completo. ACESSE O LIVRO.

Quer ficar cada vez mais por dentro sobre como decidir bem na sua empresa? Então se inscreva agora mesmo no meu canal no YouTube, a melhor audiência de empresários do Brasil, e acompanhe os melhores vídeos do mundo empresarial. INSCREVA-SE NO CANAL.