Entenda qual a importância do colaborador para sua empresa e como valorizá-lo.

,

importância do colaborador para a sua empresa é bastante expressiva como você já sabe.Muito mais do que um número, seu funcionário é responsável por boa parte dos seus resultados, sejam eles bons ou ruins.

Devido a isso,é válido falar sobre como driblar o risco de contratar a pessoa errada, bem como o de perder bons colaboradores. Afinal, você não quer colocar tudo a perder, não é mesmo?

Confira no vídeo a seguir um resumo sobre a fragilidade do colaborador e o motivo pelo qual sua empresa deve se preocupar em contratar os melhores funcionários para atender ao cliente: Por Que o Colaborador é Tão Importante Para Sua Empresa?

O risco de contratar a pessoa errada

Quando o assunto é a importância do funcionário para a empresa um dos primeiros pontos a ser abordado se refere ao risco de contratar a pessoa errada. Quer um exemplo? Alguém que é tímido e que gosta de trabalhar na frente do computador para uma vaga de vendas.

A gestão de pessoas, especialmente na fase de recrutamento e seleção, precisa estar atenta às características pessoais dos candidatos antes de contratar alguém para determinada função. Só assim é possível ter bons colaboradores que prestem um serviço de excelência.

Na parte do atendimento direto ao cliente, é indispensável ter pessoas que gostem de se relacionar com o outro, assim como no exemplo que foi dado anteriormente novídeo. Este tipo de escolha certa faz toda a diferença no balanço geral do cliente, afinal, assim como você, todos gostam de ser bem tratados, não é mesmo?

O risco de contratar a pessoa errada está presente nos pequenos, médios e grandes negócios. Sendo assim, ninguém está imune à contratação de um funcionário que depois não contribuirá, ou até mesmo trará prejuízos, para a empresa.

Por isso, a dica é, além de se manter atento ao dia a dia do negócio, ouvir com atenção o feedback dos próprios clientes já que, sim, eles podem abandonar a sua empresa– e ir pagar mais caro no seu concorrente em alguns casos – quando não forem bem atendidos.

O risco de perder bons colaboradores

Além do setor de recursos humanos ter que administrar o risco de contratar a pessoa errada, é fundamental ainda que existam medidas e estratégias para driblar outro risco, chamado de risco deperder bons colaboradores.

Sabe aquele funcionário que todos os clientes elogiam e querem ter por perto em uma negociação ou para a realização de um determinado serviço? Pois bem, segure-o!

Na verdade, não é vantajoso para a empresa perder um colaborador que faz parte de seu quadro, a não ser em casos em que este já não se encaixe mais na operação do seu negócio.

Afinal, quais foram os investimentos feitos pela gestão de pessoas para que aquele determinado funcionário fosse lapidado e passasse a conhecer tudo sobre o negócio? Está disposto a perder todo esse investimento?

Especialmente se o colaborador traz resultados e é querido pelos clientes, a atenção deve ser redobrada. O risco de perder bons colaboradores está batendo à porta de várias organizações. Muitas das vezes são os seus próprios concorrentes fazendo ofertas melhores ou valorizando mais os colaboradores, fisgando cada um e deixando seu negócio no prejuízo.

Como sua empresa vai manter um funcionário bom? Quais são os pontos fortes do negócio para que o colaborador escolha ficar? É necessário que o setor de recursos humanos pense nisso!

Driblando a fragilidade do colaborador

Além de tomar cuidado para não contratar a pessoa errada e manter as boas na empresa, é importante reparar em mais alguns pontos quando o assunto é a fragilidade do colaborador, a saber:

  • Seu colaborador tem a habilidade necessária para estar no cargo em que ocupa? Apesar da boa vontade, é importante saber se o funcionário tem competência para estar ali;
  • Alguns de seus funcionários estão sempre na média e não progridem mesmo a empresa já tendo investido em treinamentos e cursos? Todo negócio tem e é preciso reciclar este tipo de colaborador ou demiti-lo;
  • A zona de conforto tem sido um empecilho para a empresa crescer? Pois bem, seu colaborador pode estar desanimado ou apenas sem coragem de tentar coisas novas. Nesse caso, o negócio pode dar certo apoio para manter seu ritmo de expansão;
  • A alta rotatividade acende o alerta de que o processo de recrutamento e seleção está sendo falho? Então a empresa pode rever as suas estratégias para melhorar a gestão de pessoas e ter resultados mais assertivos;
  • Por um descuido ou outro contratou uma pessoa sem personalidade e ética? Como reverter isso? Seria a demissão a melhor alternativa?

A fragilidade do colaborador é uma entre as várias fragilidades que podem atingir ao seu negócio impossibilitando seu crescimento ou ainda causando prejuízos. Aproveite para descobrir quais são os outros riscos da sua empresa no Livro As 11 Fragilidades que Derrubam Sua Empresa!