Sua empresa está sem dinheiro? Saiba como contornar a situação atacando a raiz do problema!

, ,

A falta de dinheiro no caixa da empresa com certeza é um empecilho para o crescimento e para a realização de inúmeros projetos. Entretanto, você sabia que nem sempre este é o problema raiz do seu negócio?

Apesar de muitos empresários usarem um eventual aperto financeiro como desculpa e justificativa da falta de investimento na empresa, a verdade é que a expansão de um negócio vai muito além de ter um caixa confortável ou não. Envolve administração,planejamento e inovação!

Em alguns casos, a falta de dinheiro no caixa da empresa nada mais é do que um problema superficial para as verdadeiras fragilidades que estão atrapalhando o negócio.

Veja no vídeo a seguir alguns clássicos, rápidos e também reais exemplos nos quais a “empresa sem dinheiro” nada mais era do que um negócio sem boa gestão e sem uma rotina de investimento em modernização:

Fragilidade da tecnologia e inovação

Como você viu, a falta de dinheiro no caixa da empresa nem sempre é o verdadeiro motivo por trás da falta de crescimento do negócio. Hoje em dia, a fragilidade da tecnologia e inovação tem assustado muitos empresários. Isso porque, sem investir nessa área, aumenta o risco de a empresa ficar desatualizada, o que pode gerar prejuízos irreversíveis para o negócio.

O problema não é da crise financeira! O problema é seu e da sua empresa! Apesar das crises impactarem deforma negativa a vida das pessoas e, por consequência, também os negócios, é válido lembrar que hoje em dia empresários de setores diversos têm utilizado o título de crise como desculpa para tudo, incluindo seus próprios fracassos!

Na verdade, o que muitas vezes falta é o preparo e a atenção para enxergar no futuro as melhores oportunidades, driblando assim a fragilidade da tecnologia e inovação antes que ela seja de fato um problema. Quer um exemplo disso? Simples! Faltam clientes para chamar táxis ou faltam táxis modernizados e acessíveis a partir de aplicativos no celular?

Essa discussão você com certeza viu recentemente. Com a chegada de aplicativos como o UBER, muitos taxistas se“revoltaram” devido à perda de uma parcela de seu mercado. No entanto, de quem era a real culpa? Em meio a uma população cada vez mais conectada e online, não era de se espantar que a inovação chegasse até mesmo para a forma de se pedir táxi, certo?

Afinal, chegou para a maneira de pedir comida, para a forma como as lojas vendem roupa hoje em dia e para muitos outros negócios a partir de seus processos e modernizações. Entretanto, como manter tecnologia e inovação de ponta em uma “empresa sem dinheiro”?

Fragilidade do gestor

A falta de dinheiro no caixa da empresa muitas vezes se deve à fragilidade do gestor. Ou seja, pode ser que o dinheiro esteja entrando, que as vendas estejam acontecendo. Ainda assim, se o saldo final não é bom, o que significa? Que a gestão dos recursos não está sendo eficiente!

Administrar tudo que entra e tudo que saí é uma das tarefas mais importantes da vida e da rotina do empresário, que também precisa ser um bom gestor! Uma vez que não se pode fazer quase nada sem dinheiro, é necessário olhar com atenção para a gestão da empresa, ou corre-se o risco de colocar tudo a perder.

É necessário PLANEJAMENTO! Essa é uma das ferramentas mais decisivas para o sucesso, seja na vida pessoal ou, especialmente, na vida profissional. Sem planejar você não consegue administrar tudo o que precisa e com isso pode vir a gastar mais e sem eficiência, por exemplo.

Nas pequenas e médias empresas a fragilidade do gestor é ainda mais evidente, uma vez que que este acumula muitas responsabilidades de forma concomitante. Muitas vezes, é o gestor quem administra toda a parte financeira, quem contrata e demite, quem fala diretamente com os clientes e quem resolve todos os “pepinos” que aparecem pelo caminho.

Ao somar todas as tarefas, pode ser que uma ou outra passe despercebida. Neste caso, quando as finanças não recebem atenção suficiente, o resultado é ver a empresa sem dinheiro.

O que fazer para driblar tais fragilidades e riscos?

Podendo estar intimamente ligadas, as fragilidades da tecnologia e inovação, bem como a do gestor, são impactantes e influenciam nos resultados do seu negócio. Portanto,ambas merecem bastante atenção.

A dica aqui, inclusive, é trabalhar cada uma dessas fragilidades de modo isolado para mais tarde, em conjunto com as demais apontadas no livro As 11 Fragilidades que Derrubam Sua Empresa, ter um melhor funcionamento do seu negócio.

A falta de dinheiro no fluxo de caixa da empresa não pode ser desculpa para deixar o negócio dentro de uma zona de conforto sem qualquer crescimento ou investimento em tecnologia e inovação. Aproveite para conhecer essas fragilidades em maiores detalhes, além de outras importantes fragilidades abordadas no livro e faça a diferença dentro do seu empreendimento para ver excelentes resultados!

Faça parte da melhor audiência do Brasil de empresários interessados em resolver suas fragilidades e riscos, para que a empresa volte a crescer de maneira sustentável. Inscreva-se agora no meu canal do YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCt42WaM9p78BBzW-Fb6StKQ.