Quanto Você Precisa Saber de Tecnologia Para Dirigir Sua Empresa?

De zero a 10, quanto você precisa saber de tecnologia para dirigir sua empresa?

Muitos empresários têm dúvidas quanto a esta questão: para quem tem uma empresa, o que vale mesmo é o conhecimento que você tem no seu ramo de atuação, ou você precisa também entender de tecnologia?

E eu preciso lhe dizer que, nos dias de hoje, e cada vez mais, valem ambos: o conhecimento no seu negócio, sim, mas também na tecnologia. Mas quanto de cada? 50%, 50%? Qual a proporção ideal para conhecer cada um deles?

Neste artigo, você vai descobrir porque a tecnologia é mais importante do que você imagina para o seu negócio e o quanto você precisa ter domínio sobre ela.

Respondendo à primeira questão, mais do que nunca a tecnologia está presente na vida das empresas. Ninguém vive sem ela hoje. Ninguém! Nem as empresas mais tradicionais, como os médicos, os educadores, ou artistas, por exemplo, quando esses atuam por conta própria.

Tecnologia é um tema longo, poderíamos falar aqui por várias horas, mas eu vou resumir o quanto a tecnologia é essencial em dois pontos apenas. O primeiro deles é que a tecnologia está presente em praticamente todos os processos da empresa. Anteriormente não era assim.

Antes, a preocupação maior era utilizar a tecnologia para modernizar o processo de fabricação do produto, pois o empresário necessitava de equipamentos modernos para ser competitivo.

Isso valia – e vale – para quase todos os setores, desde um dentista, que precisa ter equipamentos supermodernos para prestar um bom serviço, até quem fabrica roupas, que deve utilizar máquinas atualizadas, tomando-se dois exemplos.

Contudo, agora a tecnologia vai além do processo de produção e passou a ser parte vital dos processos de vendas, de suporte ao cliente, de seleção e treinamento dos colaboradores etc.

Imagine uma empresa hoje que não utiliza o Marketing Digital para se promover, se relacionar com os clientes e vender em larga escala. Ou que não usa canais como o WhatsApp para dar suporte aos clientes. Ou que não aplica treinamentos online para capacitar os colaboradores.

Você até pode sobreviver se não fizer nada nisso, mas eu lhe garanto que você tem mais chances de crescer se utilizar esses e outros recursos da tecnologia.

A segunda razão que explica porque a tecnologia é essencial é que a “geração de nativos” – por razões óbvias – só aumenta. São os bebês que nascem embrulhados na tecnologia, crescem com ela, e serão seus consumidores amanhã. E eles vão escolher sua empresa não apenas pela qualidade do produto, mas também pela forma com que você entrega os produtos a eles.

Tomando um exemplo, nos dias de hoje (amanhã pode mudar novamente), as pessoas utilizam muito mais Uber do que táxi. O produto (um meio de transporte) é praticamente o mesmo, mas a forma de usar e comprar é totalmente diferente.

Por esse motivo, caso você perca o “timing” da tecnologia sua empresa corre o risco de não durar muito, porque você não terá mais para quem vender.

E agora surge a pergunta final. Quanto eu preciso saber de tecnologia? Bem, a resposta é que você precisa ter conhecimento suficiente para decidir sobre os investimentos que fará na empresa, para que ela se mantenha atualizada.

Numa pequena e média empresa quem decide sobre os assuntos estratégicos é você, certo? Ninguém mais. Considerando que a tecnologia é altamente estratégica, você precisará ter um bom conhecimento da tecnologia, para decidir o que será aplicado no seu negócio.

50% a 50%? Depende. Pode ser menos do que o conhecimento no negócio, mas também pode ser até mais. O que tenho certeza é que nunca é muito pouco, e a tendência é aumentar.

Aproveite e adquira o livro inédito “As 11 Fragilidades Que Derrubam Sua Empresa“.