O RISCO DE INICIAR UMA EMPRESA SEM DINHEIRO

,

 

Você tem dinheiro suficiente para iniciar um novo negócio? Qual o risco de você começar uma empresa sem qualquer reserva financeira?

Essas são perguntas que todo empresário deveria se fazer, ao invés agir apenas pelo impulso de empreender, muitas vezes deixando de avaliar os riscos envolvidos.

Eu conheço empresários que se deram mal, porque faltou dinheiro no meio do caminho para tocar um negócio que parecia sensacional. Sem recursos para prosseguir, eles tiveram de abandonar o barco, que afundou.

Mas eu também conheço empresários que começaram uma empresa do nada, e se deram bem.

Qual é o certo então? É melhor aguardar para ter o dinheiro que você precisa, ou você parte para briga com a cara e a coragem? É o que você vai descobrir depois de ler este artigo.

Em grande parte dos casos, o que vale mais é o projeto e a ideia que você tem para a empresa, além da sua disposição e força de vontade pessoal. Mas o dinheiro é igualmente importante.

É porque quando você abre um novo negócio, as chances de dar tudo errado são altas. Normalmente você subestima os investimentos necessários para erguer a empresa, seja pela pouca experiência sua como empresário, ou porque muita coisa deu errado mesmo.

Por exemplo, as pessoas não compraram o seu serviço no início, ou o produto levou mais tempo para ficar pronto do que você calculou, você teve de investir mais do que o planejado, e por aí vai.

Tudo na vida parece funcionar assim, dificilmente as coisas dão certo da primeira vez. E, quando se trata de uma empresa, que é um organismo bem complexo, isso é ainda mais verdade.

E não tem nada de mal nisso, pois errar faz parte do seu aprendizado como empresário. Você só vai aprender fazendo, tentando acertar, errando, consertando, e seguindo em frente.

Eu não estou dizendo que você deve fazer tudo no improviso, sem planejamento. Você deve, sim, planejar antes de abrir uma empresa. Porém, dificilmente as coisas vão sair conforme você imaginou.

A questão não é essa. O problema é saber o que você vai fazer quando o dinheiro acabar. Quando você não tiver mais caixa, como vai enfrentar os momentos de dificuldade?

Quem vai pagar as contas da empresa enquanto as receitas não chegam, ou não forem suficientes para bancar as despesas operacionais?

E suas despesas pessoais, da casa, da sua família, quem vai pagar, enquanto você não consegue retirar dinheiro da empresa – e talvez até tenha que botar dinheiro na empresa?

Se faltar dinheiro, sua empresa estará frágil, porque a Fragilidade Financeira vai lhe atingir em cheio, e lutar contra essa fragilidade é bem difícil. Você pode acabar fechando a empresa porque não tem mais recursos para continuar.

Nunca esqueça da lição: não adianta atuar apenas naquilo que você tem de bom, certo? Sua força pode ser sua persistência e determinação.

Mas se você não corrigir as fragilidades da empresa – no caso, a Financeira – elas vão eliminar por completo suas forças, e talvez você não consiga mais seguir em frente.

Minha orientação é que você inicie o negócio com alguma reserva de capital. Quanto? Vai depender do tamanho da empresa que você pretende criar e dos investimentos que serão necessários.

Não quero lhe desanimar, mas começar com nada, ou com muito pouco, é arriscado. Pode dar certo, mas e se não der?

Aproveite e adquira o livro inédito “As 11 Fragilidades Que Derrubam Sua Empresa“.