DIRIGIR UMA EMPRESA FRÁGIL É MUITO ARRISCADO

,

Viver com fragilidade é perigoso. Porque então correr o risco de ter um problema mais grave, se você já descobriu que sua empresa tem fragilidades bem perigosas?

Por exemplo, se você já percebeu que as vendas estão indo de mal a pior, porque insistir no erro? Seria mais lógico resolver logo a fragilidade. Porque nenhuma empresa não vai longe com a Fragilidade da Venda.

Neste artigo, vou lhe explicar porque você não deve correr o risco de conviver com as fragilidades que você já descobriu que existem na sua empresa.

Para ficar mais claro porque as fragilidades são traiçoeiras, imagine que elas são como rachaduras. Sabe aquelas rachaduras que aparecem na parede de casa, ou na coluna de um edifício? O que pode acontecer se você não consertar essa rachadura?

Bem, pode não ocorrer nada durante muito tempo, porém há o risco alto de acontecer o pior.

Sua empresa também fragilidades, que ficam escondidas, quietinhas, parecem inofensivas, mas podem rachar de uma hora para outra, quando você menos espera.

E as fragilidades racham por 2 motivos.

O primeiro deles é devido a algum contratempo interno na empresa, que faz a fragilidade estalar.

Voltando à Fragilidade da Venda que falamos no início, imagine que seu melhor vendedor, num momento em que você não está vendendo bem, pede as contas. O que era ruim então tende a ficar pior, com a saída do vendedor da sua empresa.

Mas o problema surge também por um segundo motivo: devido a fatores externos, que estão fora do seu controle. Por exemplo, se a crise econômica que o país vem passando se agravar, suas vendas vão cair ainda mais… e Fragilidade da Venda corre o risco de lhe derrubar.

Outro fator externo que pode lhe prejudicar é o aparecimento de um concorrente forte, que rouba os seus clientes.

E, sem exagero, os dois motivos acima têm força suficiente para quebrar sua empresa.

Em mais de 30 anos prestando consultoria para empresas diversas, eu vi inúmeros casos de empresários que quebraram porque não corrigiram a tempo suas fraquezas internas.

O risco de conviver com fragilidades é sempre elevado, lembrando que você coloca em risco não somente sua empresa, mas também seus bens pessoais, e sua família pode sofrer as consequências.

O segredo é você corrigir todas as fragilidades, que são 11. Você não deve deixar nenhuma das 11 Fragilidades sem conserto, não deve negligenciar qualquer uma delas, achando que você está seguro. Você só estará seguro quando resolver as fragilidades internas.

E o método que eu ensino facilita muito a sua vida nesse sentido, porque determina exatamente quais são as fragilidades que você precisa corrigir e explica em detalhes como fazer isso.

Portanto, não há razões para você correr o risco de conviver com fragilidades instaladas na empresa, achando que nada vai acontecer. Proteja o seu negócio.

Aproveite e adquira o livro inédito “As 11 Fragilidades Que Derrubam Sua Empresa“.