Um Grande Inimigo Para Você Decidir Corretamente

Você sabe qual é um dos seus maiores inimigos e que lhe atrapalha a decidir corretamente? A DISTRAÇÃO. Isso mesmo, num simples momento de desatenção, você corre o risco de colocar por água abaixo a solução adequada para resolver um problema sério da sua empresa.

Para nós, que estamos à frente de uma empresa, a distração é um mal imperdoável, a ser evitado a todo custo.

Este é mais um conteúdo sobre a Fragilidade da Decisão, que está sempre muito ativa, por perto. Isso por que você toma decisões todo o tempo – desde decisões mais simples a decisões mais estratégicas e complexas – e, assim, você está sempre sujeito a cometer equívocos.

Imagine então, com tanta responsabilidade nas costas, decidir numa hora de desatenção! É meio caminho para o erro. Jamais deveria ser feito ou sequer tentado. Você precisa estar concentrado o tempo inteiro, não pode cochilar um segundo.

A desatenção é ocasionada principalmente por 3 motivos:

  1. Cansaço – caso sinta-se meio pregado, exausto, deixe para decidir depois, pois as chances de errar são maiores nessas horas. Descanse um pouco na própria empresa, repense o assunto, e volte ao debate depois, ou deixe para decidir no próximo dia. Descansado e de cabeça fresca, você aumentará muito a qualidade das suas decisões.
  2. Desinteresse – Quando você está tratando de assuntos desinteressantes, dos quais não gosta muito, há uma tendência para você fugir da tarefa, pensar em outras coisas, desligar-se sem querer. Por exemplo, se você não gosta muito de analisar os balanços contábeis da empresa – muitos empresário não gostam – por que acha isso meio chato, não deveria decidir sozinho sobre o regime de tributação da empresa, porque pode não prestar ao tema e acabar decidindo errado.
  3. Problemas pessoais – é uma das causas que mais geram impacto no nível de nossa atenção, quando estamos com problemas pessoais, problemas financeiros, com a família etc. Conheço amigos empresários que se equivocaram feio na empresa por estarem passando por problemas de saúde na família, de transtornos com os filhos, entre outros fatores.

A lição para resolver esse problema é simples: sempre que estiver lidando com os assuntos da empresa, mantenha-se focado, desconectado de outras questões. Porém, se as três razões acima estivem muito presentes (principalmente as dificuldades pessoais), a ponto de lhe impedir de pensar bem, avalie a viabilidade de delegar a tarefa a outro sócio ou colaborador da sua confiança, mesmo que temporariamente. Depois você pode voltar com toda força.

Lembre-se que há sempre muita coisa em jogo na sua empresa, muitas pessoas dependem de você. Procure decidir superconcentrado, focado. É a única forma de manter a Fragilidade da Decisão sob controle.