Um Grande Inimigo Para Você Decidir Corretamente

Você sabe qual é um dos seus maiores inimigos e que lhe atrapalha a decidir corretamente? A DISTRAÇÃO. Isso mesmo, num simples momento de desatenção, você corre o risco de colocar por água abaixo a solução adequada para resolver um problema sério da sua empresa.

Para nós, que estamos à frente de uma empresa, a distração é um mal imperdoável, a ser evitado a todo custo.

Este é mais um conteúdo sobre a Fragilidade da Decisão, que está sempre muito ativa, por perto. Isso por que você toma decisões todo o tempo – desde decisões mais simples a decisões mais estratégicas e complexas – e, assim, você está sempre sujeito a cometer equívocos.

Imagine então, com tanta responsabilidade nas costas, decidir numa hora de desatenção! É meio caminho para o erro. Jamais deveria ser feito ou sequer tentado. Você precisa estar concentrado o tempo inteiro, não pode cochilar um segundo.

A desatenção é ocasionada principalmente por 3 motivos:

  1. Cansaço – caso sinta-se meio pregado, exausto, deixe para decidir depois, pois as chances de errar são maiores nessas horas. Descanse um pouco na própria empresa, repense o assunto, e volte ao debate depois, ou deixe para decidir no próximo dia. Descansado e de cabeça fresca, você aumentará muito a qualidade das suas decisões.
  2. Desinteresse – Quando você está tratando de assuntos desinteressantes, dos quais não gosta muito, há uma tendência para você fugir da tarefa, pensar em outras coisas, desligar-se sem querer. Por exemplo, se você não gosta muito de analisar os balanços contábeis da empresa – muitos empresário não gostam – por que acha isso meio chato, não deveria decidir sozinho sobre o regime de tributação da empresa, porque pode não prestar ao tema e acabar decidindo errado.
  3. Problemas pessoais – é uma das causas que mais geram impacto no nível de nossa atenção, quando estamos com problemas pessoais, problemas financeiros, com a família etc. Conheço amigos empresários que se equivocaram feio na empresa por estarem passando por problemas de saúde na família, de transtornos com os filhos, entre outros fatores.

A lição para resolver esse problema é simples: sempre que estiver lidando com os assuntos da empresa, mantenha-se focado, desconectado de outras questões. Porém, se as três razões acima estivem muito presentes (principalmente as dificuldades pessoais), a ponto de lhe impedir de pensar bem, avalie a viabilidade de delegar a tarefa a outro sócio ou colaborador da sua confiança, mesmo que temporariamente. Depois você pode voltar com toda força.

Lembre-se que há sempre muita coisa em jogo na sua empresa, muitas pessoas dependem de você. Procure decidir superconcentrado, focado. É a única forma de manter a Fragilidade da Decisão sob controle.

Não se perca dentro da floresta

“Um CEO não deve ficar de tal forma absorvido nas tarefas diárias e imediatas que não analise o rumo da organização e reflita sobre as prioridades estratégicas a tomar.”, Antônio Osório.

A FRAGILIDADE DO GESTOR normalmente lhe atinge quando você fica muito ocupado com as atividades operacionais da empresa, ou resolvendo problemas pontuais. É porque nessas horas você tende a pôr de lado uma das suas atribuições mais importantes como empresário: administrar a empresa e liderar seus colaboradores. Porém, esse é um erro que deve ser evitado a todo custo, e você precisa manter sempre o olhar sobre a empresa como um todo.

A Armadilha Financeira Que Você Não Deve Cair Nunca

Sua empresa tem concentração de clientes? Se for o seu caso, saiba que concentração é uma das maiores fragilidades das empresas, especialmente das pequenas e médias.

Mas porque a concentração é tão perigosa, você pode se perguntar? E seu tiver um grande cliente, mas que me paga sempre em dia… Seria ótimo, não é verdade? Infelizmente a resposta é Não, porque é arriscado ter muita receita na mão de um só cliente?

E como você pode saber se tem concentração ou não de clientes? Neste vídeo, eu vou explicar todas essas questões, e também o que você deve fazer para evitar essa armadilha financeira.

Este é mais um conteúdo sobre as 11 Fragilidades, que tem por objetivo lhe ajudar a crescer de modo sustentável. E vamos agora às respostas.

Bem, a concentração de clientes é de fato muito perigosa, porque você terá problemas de caixa, se um grande cliente deixar sua empresa de uma ora para outra. Pode ser tentador para você ter um grande cliente, que confia na sua empresa, paga em dia e gera uma boa receita mensal, e você sempre tem a esperança de ampliar os negócios com ele.

O problema é que se esse cliente cancelar o contrato – porque não está mais satisfeito com sua empresa, ou porque ele mesmo entrou numa crise financeira, por exemplo – ou reduzir bastante os negócios com sua empresa, você possivelmente ficará em maus lençóis. E sabe por que?

Porque sua empresa constituiu custos fixos elevados para atender esse grande cliente, e você não conseguirá se desfazer desses custos rapidamente. É simples assim!  Há sempre uma inércia de nossa parte para cortar despesas, às vezes na esperança de que o cliente volte a contratar conosco, ou que novos clientes sejam conquistados rapidamente. Afinal, deu tanto trabalho para montar toda a estrutura da sua empresa, e agora você precisaria ser desfazer dela! O problema é que o déficit vai se acumulando perigosamente, podendo acabar com o fluxo de caixa da empresa. E sem caixa, como você vai sobreviver?

Fuja da concentração. Se você tem algum cliente que representa mais de 30% da sua receita total, considere que sua empresa tem concentração. E se o cliente representar acima de 40%, a situação é mais crítica do que você imagina, e deveria ser corrigida com urgência.

Eu gosto muito de uma regra simples, que diz: se você fatura 10.000 reais por mês, por exemplo, é melhor ter cinco clientes faturando 2.000 reais, do que 2 clientes faturando 5.000 reais. O faturamento total é o mesmo nos dois casos, mas o risco é financeiro é sempre menor quando você tem uma quantidade maior de clientes.

Concentração alimenta a Fragilidade Financeira. Portanto, corra atrás de novos clientes sempre. No início da empresa, a concentração da receita pode ser inevitável, mas lute por uma base mais extensa de clientes todo tempo. Não fique sentado, acomodado, controle com rédea curta a Fragilidade Financeira.

SUA REPUTAÇÃO TEM CONSERTO?

“A Fragilidade da Imagem é uma das mais perversas. Depois que ela se instala e racha, o conserto é sempre mais difícil do que o de qualquer outra das 10 Fragilidades. Em muitos casos, 100% de reparação não será mais possível.”, extraído do livro As 11 Fragilidades Que Derrubam Sua Empresa.

#As11Fragilidades
Aproveite e adquira o inédito livro “As 11 Fragilidades Que Derrubam Sua Empresa”>> http://as11fragilidades.com.br/livro

Live – As 11 Fragilidades Que Derrubam Sua Empresa

Nesta live inédita, Othederaldo esclarece questões importantes sobre as Fragilidades que impedem sua empresa de crescer e, pior, podem fazer ela quebrar de repente.

Pesquisas confiáveis indicam que são 11 as Fragilidades que precisam ser corrigidas, para evitar que o empresário perca tudo o que conquistou em questão de pouco tempo.

A Live foi realizada com exclusividade para os 20 primeiros compradores do livro AS 11 FRAGILIDADES QUE DERRUBAM SUA EMPRESA, escrito por Othederaldo, e agora está disponível para você. Assista ao vídeo e não perca a oportunidade de conhecer os principais pontos fracos da sua própria empresa e o que você deve fazer para consertar todos eles.

4 Ações Simples para Alcançar os Objetivos da Empresa

A principal missão de um bom líder e gestor é fazer com que a empresa alcance os objetivos. Essa é a maior atribuição que você tem na vida como empresário. Se você conseguir isso, cumpriu o dever.

Conheça 4 medidas eficazes para ajudar sua empresa bater as metas:
1. PLANEJE
O primeiro passo é sentar e definir as estratégias, atividades, recursos, responsáveis e prazos para realizar cada um dos objetivos.

2. ALOQUE OS RECURSOS
A segunda etapa é alocar os recursos. De nada adianta fazer um belo planejamento, sem reservar os recursos necessários.

3. ACOMPANHE, COBRE RESULTADOS
Acompanhe de perto o andamento das atividades, através de reuniões semanais, mensais e mesmo diárias, dependendo da criticidade das metas.

4. AJUSTE O QUE NÃO ESTÁ FUNCIONANDO.
Se as coisas não estiverem saindo conforme planejado, ajuste as estratégias, os recursos, os prazos etc. Seja firme, mas ao mesmo tempo flexível.

Uma Fragilidade Muito Difícil de Controlar

Sua empresa tem 11 Fragilidades que podem lhe causar grandes problemas. Mas isso provavelmente não é mais novidade para você, que vem acompanhando meu canal. Por outro lado, uma dessas fragilidades está entre as perigosas. Você sabe qual é? Pense um pouco.

É a Fragilidade da Decisão. Ela não é apenas muito perigosa, mas também bastante difícil de controlar. Aqui eu vou lhe explicar por isso acontece, e também vou lhe dar duas dicas para que você consiga lidar com esta fragilidade.

E este é mais um conteúdo sobre as 11 Fragilidades, que tem por objetivo lhe ajudar a crescer e construir um negócio sólido financeiramente.

Bem, vamos lá então! Por que a Fragilidade da Decisão é tão difícil de controlar. É porque decidir é parte inerente do seu dia a dia como empresário. Você decide o tempo inteiro, desde o momento em que acorda, até a hora que vai dormir – e possivelmente está decidindo mesmo quando está dormindo, trabalhando os problemas lá no seu subconsciente.

Nem quando está de férias você para, não é verdade? A vida de quem dirige uma pequena e média empresa é assim mesmo, porque é você que tem a palavra final para grande parte dos problemas, e eles parecem brotar do chão.

É exatamente porque você está decidindo todo o tempo, que você está sujeito a erros de avaliação. Por isso é tão difícil controlar a Fragilidade da Decisão, porque você está mexendo com ela com frequência e, cedo ou tarde, ela vai lhe atingir, não tem como escapar por inteiro.

E por que esta fragilidade é tão perigosa? É porque muitas decisões que você toma são arriscadas por natureza. Por exemplo, decidir sobre os produtos que serão desenvolvidos, os mercados que a empresa vai atuar, os clientes-alvo, as tecnologias que serão utilizadas para tornar o negócio competitivo, envolvem escolhas sempre difíceis de fazer.

E uma simples decisão equivocada pode lhe mandar por um caminho que não dará certo, e isso lhe causar problemas e prejuízos, e até o fechamento da empresa.

O que fazer? Bem, existem 7 medidas muito eficazes para consertar a Fragilidade da Decisão. No meu livro “As 11 Fragilidades Que Derrubam Sua Empresa” eu explico todas elas detalhadamente. E hoje eu vou lhe falar em duas das mais importantes:

1) Para controlar a Fragilidade da Decisão, uma das coisas mais importantes é você se desenvolver como gestor. Quanto mais habilidades de administração você tiver, maiores as chances de acertar nas decisões na empresa. Além de conhecer bem o produto que comercializa, você precisa ter uma visão geral de todas as partes da empresa. Você não é obrigado a ser o melhor do mundo em todas as áreas, mas tem que dominá-las ao menos em um grau médio.

2) E a segunda dica é você procurar decidir todo o tempo. Ficar parado, com receio de decidir, porque você não tem certeza sobre as melhores alternativas, é o pior a se fazer. É aquela velha lição: você só aprende com o erro. Quer dizer, se você não decidir e ficar parado, não vai errar, e assim não aprenderá com o erro. Portanto, quanto mais você decidir, e corrigir os erros, mais vai aprender a dominar a fragilidade da decisão.

Quer Levar Sua Empresa Longe?

 

SÓ TEM UM JEITO DE CHEGAR BEM LONGE:

CONTROLE AS 11 FRAGILIDADES DA SUA EMPRESA.

“Apenas aqueles que se arriscam a ir longe demais têm a chance de descobrir o quão longe podem ir”, T. S. Eliot.